Programa De Controle Médico Para Prevenção Do Alcoolismo

sintomas-do-alcoolismo-2O alcoolismo ou doença do alcoolismo é uma doença primária provocada pela ingestão de álcool (etanol), substância psicoativa de caráter progressivo e hereditário. Estima-se que 50% de filhos de alcoólatras são alcoólatras.

Trata-se de um problema grave e de difícil solução em todos os países industrializados que cresce com velocidade crescente e atinge muitas pessoas, podendo causar diversos efeitos adversos e ainda atrapalhar toda a vida do indivíduo submetido à bebida, podendo até mesmo levar à morte nos piores casos.

Estatísticas de acidente de trabalho revelam que 50% deles têm como causa o alcoolismo, estimando-se que exista um alcoólatra para cada dez trabalhadores. Sabe-se também que concentrações alcoólicas entre 0,80 e 1,2 g de alcoolemia diminuem em 35% a capacidade psicomotora, predispondo assim a 55 vezes mais de probabilidade de ocorrência de acidentes de trabalho.

Portanto, ao alcoolismo é uma doença que não afeta somente a pessoa que bebe, mas também todos a sua volta, já que o indivíduo se torna uma arma contra todos.

Estudos acerca do alcoolismo

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) vem realizando estudos em todo o mundo, revelando que o alcoolismo é um dos principais fatores que vêm provocando crescentes danos às empresas. Da mesma forma, estima que em consequência exista uma perda de produtividade para a economia de aproximadamente 0,15% do PIB, o que representa cerca de 500 milhos de dólares.

Por outro lado, os efeitos do alcoolismo nas atividades produtivas se manifestam, entre outros, particularmente pelo absenteísmo, pela não realização das tarefas que são determinadas ao empregado, pelos atrasos frequentes e pela quebra de produção e qualidade. De qualquer maneira, é comprovada a ação que o álcool exerce sobre as pessoas e como isso se reflete em seus trabalhos, causando danos e prejuízo a todas as partes envolvidas.

Constata-se por sua vez que os profissionais mais expostos ao alcoolismo estão entre aqueles de baixa especialização, os motoristas de caminhões, os trabalhadores de fábricas de bebidas, os trabalhadores domésticos e os da construção civil. Por outra parte, naqueles de alta especialização destacam-se os médicos, os advogados, os jornalistas e publicitários e os executivos.

O que se pode tirar disso é que todos os tipos de profissionais correm o risco de sofrer dessa doença e, portanto, colocam tanto a si mesmos quanto pessoas que interagem com eles durante a rotina diária à riscos de segurança. Evitar isso requer muito cuidado e atenção para que o problema possa ser evitado ou tratado da melhor forma.

Programas de Prevenção na Empresa

Todo o programa deve ser estabelecido mediante um planejamento, que deve ser iniciado por meio de controles periódicos, a começar pelo exame médico admissional.

No programa, deverá ser também contemplado um controle médico especial para os trabalhadores identificados como alcoolistas.

Bases do Programa

  • Realização de palestras esclarecedoras e informativas a respeito do alcoolismo direcionadas à Direção da empresa, objetivando obter o total apoio para o desenvolvimento do programa.
  • Palestras a respeito do alcoolismo e suas consequências direcionadas aos gerentes, chefes, encarregados e para os componentes da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).
  • Palestras periódicas pertinentes para pequenos grupos de trabalhadores com ilustrações, fotografias, slides, audiovisuais, utilizando sempre que possível a dramatização de situações reais vividas ou que possam ser vividas na empresa.
  • Para trabalhadores já identificados como alcoolistas, organizar palestras exclusivas com a participação de seus familiares.
  • Estimular, motivar e facilitar aos trabalhadores alcoolistas o acesso ao tratamento.
  • Identificar entre os trabalhadores aqueles que espontaneamente se propõe a auxiliar os companheiros alcoolistas para que façam parte da Brigada Antialcoólica com a participação conjunta dos mestres, encarregados, do serviço social e Medicina do Trabalho.
  • Incluir o tema “alcoolismo e suas consequências” nas reuniões da CIPA e no programa de celebração das SIPATs (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho).

Write a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *